13 de jan de 2017

O Evangelho de João - Dia 6

Paz irmãos neste sexto dia eu gostaria de falar sobre:

O encontro de Jesus com a samaritana - Jo. cap. 4

Geralmente neste tempo, as mulheres, para evitar o calor do sol, iam buscar água em grupo, de manhã bem cedo ou perto do final da tarde. Exceto essa mulher que vemos neste capítulo.

Alguns estudiosos acreditam que o fato dela ir buscar água em uma hora diferente era para evitar as outras mulheres.

Em sua conversa com Jesus, ele revela que ela já teve outros 5 maridos, e o homem a qual ela vivia atualmente não era seu marido. Isso não era nenhum pouco bem visto pela sociedade da época.

O marido representa sustento, segurança, alívio, direção, amor, cuidado, enfim, descanso para sua esposa.

Tudo o que essa mulher de Samaria buscou a sua vida toda foi isso. Quem não quer se sentir seguro, amado, sustentado? Essas são necessidades básicas do ser humano.

Na sua corrida e busca para suprir suas necessidades, essa mulher tomou o caminho errado, fez escolhas que agora a faziam se esconder de todos.
Era mais agradável ir buscar água debaixo do sol do meio dia do que ter suas falhas trazidas a sua consciência por um grupo de pessoas que a julgariam.

Seu problema não era somente social, pois não tinha amigos; não era somente sentimental, emocional ou familiar; seu problema era também espiritual, porque ela não sabia em quem crer.

Jesus disse que ela conhecia muito pouco do Deus que adorava. Também tinha dúvidas sobre qual era o lugar correto de adorar a Deus (Jo. 4:20).
Não é preciso ser um psicológico para entender que essa mulher tinha feridas na sua alma.

Sua vida espiritual/sentimental/emocional/familiar/social estava um caos.

O que se passava na cabeça desta mulher indo todos os dias sozinha buscar o recurso para sua sub existência?

A mulher cheia de questionamentos não conseguia ver nada além do que a realidade lhe mostrava. Sua pergunta para Jesus foi: como pode me dar água, esse poço é fundo e você nem tem um balde e corda para tirar água do poço?

Em outras palavras: como pode resolver os meus problemas? Faltam recursos para isso! Como posso ser feliz? Não tenho marido, não tenho amigos, não tenho sustento, minha alma está ferida, meus problemas são muito grandes!

Mas ao final uma coisa me chama atenção. Mesmo a mulher estando com sua vida um completo caos, ela tinha uma esperança: *_“Eu sei que o Messias (chamado Cristo) está para vir. Quando ele vier, explicará tudo para nós”. Jo. 4:25

Era tudo que ela precisava crer para que todos seus problemas fossem resolvidos. E eles foram!

Bem... Nós sabemos o fim desta história. A vida desta mulher foi restaurada. Até mesmo seu testemunho teve crédito pelas pessoas que um dia a desprezava.

Isso tudo aconteceu porque ela teve um encontro com Jesus e foi curada!
Ao terminar de escrever esse devocional uma resposta para a pergunta sobre o que a samaritana pensava quando buscava água veio a minha mente. Talvez seus pensamentos poderiam ser:

A minha situação atual está insuportável, mas eu sei que quando Messias vier toda essa situação vai passar!


Então Jesus declarou: “Eu sou o Messias! Eu, que estou falando com você”. João 4:26


Texto de autoria de André Evangelista




Nenhum comentário:

Postar um comentário