16 de jan de 2017

O Evangelho de João - Dia 8

Paz irmãos neste oitavo dia eu gostaria de falar sobre:

Jo. 5:1-14

Pense no seus maiores problemas e dificuldades. Pense naqueles que você próprio não pode fazer nada, porém tudo o que você mais queria era ter essa situação solucionada.
Você alguma vez já foi a algum lugar tentar resolver um problema muito importante onde ir a esse lugar te consumiu tempo e dinheiro, porém você volta frustrado por não ter conseguido resolver nada. Já passou por essa situação?
Agora potencializa essa frustração centenas de vezes e talvez tentará entender o que deveria acontecer a beira deste tanque.
Ali havia muitos enfermos, e ao menor agito das águas todos se lançavam no tanque, se amontoando um em cima do outro com a certeza que saíram dali com seus problemas resolvidos.
Uma multidão de doentes mergulhando no tanque, e por um instante, em suas mentes, certos que ao sair da água estariam curados. Mas, apenas um era curado. Todos os outros voltavam completamente frustrados com seus problemas para seus lugares iniciais.
No meio desta multidão de pobres, doentes e miseráveis, havia mais um paralítico, há 38 anos paralítico.
Jesus era totalmente desconhecido por esse homem, porém, esse homem paralitico não era desconhecido por Jesus. Ele viu esse homem, e não somente o viu, mas também soube de todo o tempo do seu sofrimento, e o faz uma pergunta que poderia mudar seu estado.
O homem paralítico achava que sua cura viria pelos meios a qual acreditava que fossem os mais viáveis. Talvez ele disse:
"Eu só posso ser curado pelos meios normais que estou acostumado. A minha cura só vai vir pelo meu jeito, da maneira que creio, pelos meus paradigmas."
Talvez disse mais: "Eu sei que há uma possibilidade, mas ninguém me ajuda, ninguém me entende, ninguém me compreende, ninguém me socorre!" Jesus chamou esse homem para ser curado da sua paralisia que somente o fazia enxergar aquela realidade.
A paralisia que mantinha deitado, que só o fazia enxergar aquele tanque. A paralisia não permitia que ele enxergasse novos horizontes.
Realmente, para aqueles que ainda não tiveram uma experiência com Jesus, a esperança de cura estava entrar naquele tanque. No entanto, para o paralítico que foi visto por Jesus, a sua cura agora dependia de ele ouvir e obedecer o que Jesus disse a ele: Levante-se, pegue a sua cama e ande!
Isso foi diferente de tudo que ele já tentou. Ia contra todas suas crenças, conceitos. Contra tudo que ele já viu e experienciou.
Era impossível um paralítico levantar e andar. Mas para uma ordem de Jesus, nada é impossível.
Quem sabe, você, em sua alma, se encontra como este homem. Frustrado porque não vê a solução para sua paralisia. Mas entenda que Jesus sabe de seus problemas e ele já te viu.
Jesus vai ao teu encontro e te chama para se levantar e andar.

Abandone todos os seus conceitos daquilo que acha o que é ser curado e atenda a voz do Mestre. Levante, pegue a sua cama e ande... e não peque mais...


Texto de autoria de André Evangelista




Nenhum comentário:

Postar um comentário