5 de fev de 2017

O Evangelho de João - Dia 21

Paz irmãos neste vigésimo dia eu gostaria de falar sobre:

João cap. 15:1-17

Quando o agricultor tem um empenho de plantar alguma árvore frutífera seu objetivo maior é colher os seus frutos.

Algumas passagens do Antigo Testamento indicavam que a nação de Israel era uma videira plantada de Deus.

Em Jeremias 2:21 diz que a videira plantada se tornou em videira corrompida.

Semelhantemente diz a parábola da vinha má de Isaías cap. 5.

A Nação de Israel era videira que foi transplantada da escravidão do Egito para o solo frutífero de Canaã e sua função era dar bons frutos ao mundo.

Jesus usa esta metáfora para dizer que ele é a Videira Verdadeira, ou seja, a videira que cumpre efetivamente o simbolismo que Israel apenas representava.


Jesus é a Videira Verdadeira. Ele sempre dará Bons Frutos. Essa é a certeza que temos: o Agricultor sempre colherá excelentes frutos dessa Videira.

Entendo que os frutos que Jesus deu foi fazer a vontade daquele que o enviou, e os seus frutos eram submissão, humildade... frutos que o levou a morte, e a morte de Cruz.

Jesus é a Videira Verdadeira e nós somos os ramos.
*Que tipos de frutos esperamos dar que não seja igual aos frutos dele?*
É claro que os seus frutos incluem justiça e santidade, mas não se limita a esses. O principais frutos que esta Videira dá são realmente frutos de submissão, obediência e de total dependência.

Neste capítulo 15 diz que esses são os frutos que trazem glória ao Pai. E da mesma forma esses são os frutos que devemos produzir.
Jesus disse que só é possível produzir tais frutos estando nele. Frutos que são gerados se suas palavras estiverem em nós e se guardarmos os seus mandamentos.

A palavra mandamento também significa uma ordem particular.

É necessário que nós entendemos qual é esta ordem particular.

Não é que Deus tem uma ordem diferente para cada pessoa. Deus só tem uma ordem! E essa foi a ordem Jesus que guardou de seu pai. Essa foi a vontade do pai que Jesus veio executar.

A vontade de Deus é salvar o que havia se perdido.

Esta é única obra que Deus quer que façamos, e para faze-la necessita submissão, obediência e total dependência.

Em tudo isso está implícito abrir mão das minhas vontades e fazer a vontade de Deus.

Tendo isto sob o contexto, conseguimos entender que dar frutos significa cumprir a Grande Comissão. Porém eu só consigo fazer parte desta quando eu compreendo a necessidade de ser submisso a Jesus.

Por fim, Jesus disse que quando eu obedeço a seus mandamentos esse fruto gerado me traz uma alegria, uma alegria que me completa. Essa alegria plena só vem em obedecer a suas ordens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário