20 de abr de 2011

Chamado para restaurar a comunhão entre Deus e o nosso povo

Ora, logo que essas coisas foram terminadas, vieram ter comigo os príncipes, dizendo: O povo de Israel, e os sacerdotes, e os levitas, não se têm separado dos povos destas terras, das abominações dos cananeus, dos heteus, dos perizeus, dos jebuseus, dos amonitas, dos moabitas, dos egípcios e dos amorreus;

pois tomaram das suas filhas para si e para seus filhos; de maneira que a raça santa se tem misturado com os povos de outras terras; e até os oficiais e magistrados foram os primeiros nesta transgressão.

Ouvindo eu isto, rasguei a minha túnica e o meu manto, e arranquei os cabelos da minha cabeça e da minha barba, e me sentei atônito.

Então se ajuntaram a mim todos os que tremiam das palavras do Deus de Israel por causa da transgressão dos do cativeiro; porém eu permaneci sentado atônito até a oblação da tarde.

A hora da oblação da tarde levantei-me da minha humilhação, e com a túnica e o manto rasgados, pus-me de joelhos, estendi as mãos ao Senhor meu Deus...(Esdras 9:1-5)

Ora, enquanto Esdras orava e fazia confissão, chorando e prostrando-se diante da casa de Deus, ajuntou-se a ele, de Israel, uma grande congregação de homens, mulheres, e crianças; pois o povo chorava amargamente.(Esdras 10:1)


Esdras foi um sacerdote e mestre da lei (um escriba, um homem que copiava as leis de Deus), descendente do grande sumo sacerdote Arão, foi um homem escolhido por Deus para trazer restauração espiritual e moral ao povo de Israel. Mesmo no tempo do exílio de Israel na Babilônia muitos ainda continuavam fiéis as leis de Deus, e Esdras era um deles.

Quando voltou do exílio para Judá e Jerusalém, Esdras se deparou com o pecado do povo, eles estavam vivendo com atitudes de pagãos, como os heteus, jebuseus e cananeus... Inclusive os homens haviam casado com mulheres destes povos, adquirindo seus costumes e se contaminando com suas culturas, o que contrariava a lei de Deus. Algo que agravava a situação é que até mesmo os líderes religiosos de Israel como sacerdotes e levitas estavam vivendo neste tipo de pecado.

Diante deste fato Esdras arranca os cabelos, fica em profunda tristeza e chora amargamente, pois além de conhecer e viver a lei, Esdras conhece o coração do Senhor e sabe que Ele deseja ter um povo separado para Si, que vive em santidade e não se contamina com outros deuses. Chegando a hora do sacrifício Esdras se ajoelha e ora buscando o perdão do Senhor pelo povo, e este ato move o coração da maioria que estava ali, levando-os ao arrependimento e a quebra da aliança com suas mulheres pagãs, mandando-as ir embora e assim deixando der ser desobedientes.

Conclusão:

Deus vem buscado também nos nossos dias pessoas que se arrependam do pecado, que se abstenham das práticas deste mundo para seguir o padrão de Cristo, muitas vezes temos que abrir mão de comodidades, rituais e até mesmo de certos relacionamentos para fazermos de fato parte do povo de Deus, para sermos seus filhos. Outro fato é que conforme a mensagem do Evangelho devemos nos incomodar com as praticas imorais do nosso próximo, principalmente do nosso irmão, e nosso dever é exortá-lo em amor. Assim como Esdras teve êxito, e com sua conduta e ensino levou o povo ao arrependimento, nós devemos a seu exemplo aprender, aprofundar nosso conhecimento nas escrituras, devemos praticar e ensinar a todos, começando da nossa casa até os confins da terra.

Ao encerrar deixo este versículo que para mim é inspirador:

"Porque Esdras tinha preparado o seu coração para buscar a lei do SENHOR e para cumpri-la e para ensinar em Israel os seus estatutos e os seus juízos." (Esdras 7:10)

Que sejamos assim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário